Saúde Puericultura Pré-mamã e Mamã Educação Desenvolv. Infantil Desporto Festas Infantis Material Didáctico Actividades Lúdicas Vestuário Casa e Decor Transportes Produtos Biológicos Yoga Massagem Infantil Seguros e Finanças Viagens e Lazer Animais Ofertas Formativas Artigos 2ª Mão

Publicidade




Ler uma História

Henrique



ler história


Receitas da Semana

Cake Pops



ver receita


Venda de Livros

 


 
FacebookTwitterGoogle+LinkedInNewsletter
Artigos

 


Ver todos os artigos  |  Categorias


Mamã, Papá… quero aquela mochila!
Setembro, 2007
CCEB / Portal da Criança

[ver mais artigos deste autor]
  Nesta altura do ano muitas são as família que se deparam com a tarefa de escolher uma mochila nova para os seus filhos. Elas existem em diferentes cores, padrões, e com motivos vários dos ídolos preferidos dos mais novos. Apesar da escolha dos filhos muitas vezes recair sobre estes últimos, por serem mais apelativos, deverão ser os pais a ter um peso primordial nesta escolha.

  É frequente vermos os nossos "pequenos heróis" a carregar pesos excessivos de casa para a escola e da escola para casa. Ora é sabido que a excessiva carga que levam nas mochilas exerce um enorme peso sobre os ombros levando os mais novos a sentirem fadiga muscular e a poderem vir a sofrer lesões na coluna.

  Os especialistas recomendam que ao escolher uma mochila se tenha em consideração o peso e altura da criança. O peso da mochila deverá se 10% do peso da criança quando cheia ou, quando vazia não deve pesar mais de meio quilo.
  O peso excessivo que as mochilas por vezes têm produz uma grande pressão sobre a musculatura e articulações. Neste sentido deve haver por parte dos pais uma sensibilização dos professores para que solicitem aos alunos apenas o material estritamente necessário. Tudo isto se pode tornar num grave problema e gerar consequências irreversíveis, pode provocar o aparecimento de uma escoliose infantil, artrose precoce e, em alguns casos impedir o crescimento dos ossos das crianças.

  Recomenda-se então que ao escolher e utilizar uma mochila se tenha em conta alguns aspectos fundamentais:

- as mochilas devem ser anatómicas e ter alças e costas acolchoados.

- devem ter ajustes firmes e resistentes, de forma a serem colocadas 5cm acima da cintura.

- devem ser levadas com ambas as alças colocadas e nunca com uma só, pois pode haver uma sobrecarga de um dos ombros;

- devem ser organizadas pondo os livros mais pesados junto das costas e mantendo cada coisa no seu lugar, evitando movimentos de desequilíbrio.

- caso a opção recaia sob uma mochila com rodas deve ter-se a preocupação em manter a coluna recta, devendo a alça estar a uma altura adequada para a criança ou o jovem, permitindo que seja puxada com uma postura correta.

  De forma a que as crianças tenham uma postura adequada, há ainda outros aspectos no dia-a-dia a que os adultos devem estar atentos.

  É importante ensinar as crianças a manterem-se direitas nas aulas, com a coluna vertebral bem encostada às costas do assento. A cadeira deverá estar próxima da mesa, para que a criança não tenha de se inclinar demasiado.

  Quando a criança está a estudar, também não se deve inclinar para ler. É, por isso, necessário ter cuidado com a distância entre a cadeira e a mesa. Para prevenir posturas incorrectas e eventuais dores nas costas, o ideal é colocar o livro sobre um suporte, para ficar na vertical.

  É fundamental que a criança pratique algum desporto ou exercícios que fortaleçam os músculos e a coluna.
Em jeito de conclusão, Papás e Mamás, façam então uma análise às mochilas do Noddy, do Ruca, ou da Floribela e vejam se elas cumprem estes requisitos e são amigas da coluna dos vossos filhos!

Fontes:
  Ergonomia.cl
  Deco – Proteste
  PopNews.Wordpress
[ver mais artigos deste autor]


<<  voltar  |  topo  |  Todos os Artigos





Termos e Condições de Utilização
Copyright - Portal da Criança - 2007-2014
Desenvolvido por:
 CCEB